quinta-feira, 29 de novembro de 2007

a volta...

Eu olhei e logo senti
Eu quis e fui atrás
Eu conquistei
Mas me dispersei

Me perco sempre....
Me perco nas ilusões
Nas desilusões
Nas coisas que invento sem perceber
Tiro minhas conclusões
E me perco...

Me perdendo, sem achar, nada
Mas eu volto
Eu sei que você me espera
Porque sei que você sabe
Que no fundo eu sei que tudo é besteira minha

Me perco, e quando vejo já voltei

E volto sem perceber

Volto só de olhar uma foto
Volto ao ouvir a sua voz
Volto a pensar no seu sorriso
Volto correndo porque meu sentimento nunca se perdeu...

3 comentários:

Marcio Panosso disse...

Enquanto lia estava ouvindo sua querida Céu cantar "Mais um Lamento"... Me senti um pouco ali nessa poesia. Não sei o motivo, ou melhor, por qual motivo...
Mas gostei muito... muito...

Copiei pra mim...
Bjos

Maíra Bellini disse...

Quelgis... lindo esse poema, adorei!!! fiz como marcito tb. copiei pra mim... bjossssss

patricia disse...

Querida irmãzinha!
Adoro sua maneira tão delicada de expressar seus sentimentos, tão autêntica, tão transparente!
Como me orgulho de você e o quanto a admiro!
Não é à toa... somos de uma família de arstixtas né? rsrs
Também vou copiar! rsrsrs
Bjs fadinha Quélle!!!